Prefeitura Municipal de Botelhos - MG

Bom Dia! Botelhos, terça-feira 21 de novembro de 2017

Banner
 

Distritos
Distrito de Palmeiral Imprimir E-mail

Igreja_Palmeiral_001_S

Praca_Padres_Oblatos_001_S

Represa_de_Palmeiral_004_s

Praca_Padres_Oblatos_002_s

Represa_de_Palmeiral_003_s

Em 1.899, a senhora Ana Antônia, devota de Santa Rita e dona da Fazenda Carlos (hoje São Carlos), doou três alqueires de terra para a construção de uma capela à Santa de sua devoção.

Por proposta do Capitão Modesto, proprietário das terras que faziam divisa com as da doação, os três alqueires foram trocados por um terreno. Embora a contra gosto, Dona Ana aceitou a troca e mudou-se de suas terras. Assim iniciou-se o povoado Santa Rita das Palmeiras.

A construção da primeira capela foi impulsionada pela Sra. Francisca Pereira Limonge (Chica Batista) que também doou a imagem de Santa Rita, em 8 de março de 1.920.

A assistência religiosa foi dada pelo vigário de Botelhos, Padre Ângelo Caputo, que visitava o novo povoado de algumas vezes por ano.

A primeira escola foi construída pelo Sr. Gabriel Botelho de Souza, e sua primeira professora foi a Sra. Gabriela Maria Rosa.

No ano de 1.924, por iniciativa do Sr. Theodoro de Faria Moraes, inaugurou-se a luz elétrica.

Em outubro de 1.924, Santa Rita das Palmeiras passou a ser distrito de Botelhos e recebeu o nome de Palmeiral. Nessa data teve o seu primeiro vereador, o Sr. Manoel Amâncio.

Por motivo da barragem da Graminha, em 1.961, Palmeiral foi obrigado a se deslocar, começando assim o novo Palmeiral. Em 1.963 quase toda a população já tinha sido deslocada; em 1.970 a igreja foi demolida, e em 1.967 Dom José Alberto Lopes de Castro Pinto benzeu a nova igreja.

Palmeiral está situado a 15 km de Botelhos.

 

 

 

Texto retirado do livro “Botelhos Patrimônio Histórico e Cultural”

 

Busca no Site

Webmail

Clique aqui para acessar o webmail

Todos direitos reservados @ Prefeitura Municipal de Botelhos - Minas Gerais - 2017

Webmaster